A peleumonia intelectual dos zombadores de quem não sabe falar direito

Em julho de 2016, o médico Guilherme Capel de Serra Negra/SP foi notícia ao ridicularizar um paciente que falava “peleumonia”. Erro cometido, ele pediu desculpas e caiu no esquecimento. Mas o que mais me chamou atenção neste caso na época foi outra coisa.

‘Existe peleumonia’, diz médica mineira, em resposta ‘lacradora’ para polêmica foi o título de uma reportagem no Jornal Estado de Minas. Abaixo o conteúdo lacrador da garota:

NÃO!! Não existe “Peleumonia”!

Existe o certo e o errado, e “peleumonia” está errado, e ponto final.

Vamos parar de tatibitati!

Evidentemente, não é por que “peleumonia” está errado que um médico pode ridicularizar na internet uma pessoa simples que fala assim! Deixemos de ser estúpidos!

Ocorre que essa Júlia Rocha, também médica, além de propor falsos dilemas, propaga uma ideia ridicularizada e caricata das pessoas simples com sua pretensa imitação, muito mal feita. Ficar remedando e esteriotipando pessoas simples na internet é tão errado quanto à atitude do Guilherme, que ela hipocritamente critica.

No Brasil dos lacradores, remedar pobre pode. Desde que seja para, abre aspas, defendê-los. (E de quebra ganhar uns likes, né?, porque ninguém merece ficar sem likes!) A moça, que é levada-da-breca, fica de tatibitati e acaba ridicularizando mais ainda as pessoas que tiveram pouco acesso a estudos de qualidade. E a moça, que acha que brincar de médico é melhor que boneca, sequer desconfia do tamanho do seu erro.

Julia Rocha, dá tempo de apagar ainda, viu amiga?

Anúncios

Quer fazer um comentário?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s