FIM DE UM MITO: Gardner e a Teoria da Ignorância Múltipla

“Mariazinha, você é tão inteligente quanto o Einstein, mas em coisas diferentes.”

Ha! 

A verdadeira inteligência está no espírito crítico. O ignorante é aquele que aceita verdades prontas sem questionar….

Quer um exemplo? Vamos observar a figura que estou compartilhando e analisá-la criticamente:

1) Esses 7 tipos de inteligência são uma fraude. Nunca ninguém demonstrou a existência de sete inteligências não-correlacionadas entre si: isso é só misticismo cult de auto-ajuda que nasceu do delírio de um zé-ruela.

“Ain, o Marco Aurélio acha que está errado porque não gosta!”

Quem acha isso está enganado: na verdade, eu não gosto desta teoria porque ela está errada. Porque ela carece de evidências científicas. A contra-evidência é clara. A Teoria das Múltiplas Inteligências de Gardner é desacreditada no meio acadêmico sério e tratada como pseudociência.

Aliás, existe até foto bonitinha do cérebro associando cada inteligência a uma região do cérebro. Toda vez que você ver uma foto de cérebro indicando o que cada região faz, fuja! Fuja antes que o picareta que a desenhou consiga te enganar!

2) Esse troço é tão sem critério, que eu poderia propor facilmente outro sistema, contendo coisas monstruosas como “inteligência sensorial” (pessoas com o paladar ou olfato muito aguçados), “inteligência estética” (capacidade de diferenciar o belo do feio), “inteligência histórica” (capacidade de imaginar o funcionamento de uma sociedade com base apenas em vestígios deixados por ela), “inteligência zoológica” (bom relacionamento com animais) e por aí vai… sem critério e sem comprovação com evidências, podemos transformar qualquer habilidade em uma “inteligência“.

3) Cria-se o mito de que a inteligência de todas as pessoas é igual, o que difere é que cada pessoa tem uma distribuição diferente. Por este raciocínio, Einstein tinha tanta inteligência lógico-matemática que mal conseguia amarrar seus sapatos por falta de inteligência espacial.

Sabe-se que isto não é verdade. Se a falta de inteligência em uma área é compensada pelo aumento em outra, então o excesso de inteligência em uma área deveria ser compensada pela escassez em outra.

A ideia de que a soma das inteligências é a mesma para todas as pessoas pode parecer atraente a princípio, mas leva a uma consequência evidentemente errada: a de que gênios em uma coisa deveriam ser estúpidos em todas as demais.

4) O viés de auto-ajuda é simplesmente ridículo: “Joãozinho, você é um desastre em matemática, mas sua capacidade de diferenciar aromas é sensacional!!” ou “Mariazinha, você não sabe soletrar caminhoneiro, mas é um fenômeno para tirar selfies com esta sua superinteligência espacial!!”

kkkkkkkkkkk

6) Mesmo que fosse verdade, não é porque algo é uma inteligência, que a gente tem que ver na escola. Ou pelo menos não precisa haver uma escola que abranja todas as inteligências.

Além disso, esse panfleto ideológico disfarçado de ciência séria finge não saber que educação física é disciplina curricular (inteligência cinética-espacial), bem como gramática, sintaxe, ortografia, redação e literatura (inteligência linguística). A inteligência visual-espacial também é trabalhada em disciplinas como geometria e educação física. Algumas escolas também oferecem música (inteligência musical), apesar de que a maioria das pessoas estuda isso em escolas particulares.

6) Como dar um curso escolar de inteligência inter ou intra pessoal? Aliás, o que realmente são estas inteligências? Por exemplo, quem tem maior inteligência inter-pessoal: uma pessoa que lê muito bem o sentimento das outras mas não se importa, ou uma que não consegue entender as outras, mas tem muita compaixão? Hein? O conceito é tão estúpido que não dá pra saber qual dessas pessoas teria maior inteligência inter-pessoal.

Conclusão: não levem as Múltiplas Inteligências  de Gardner a sério. Não entupam o ouvidos dos dirigentes escolares com teorias pseudocientíficas inúteis. Não joguem o sistema escolar em descrédito por causa de uma baboseira pseudocientífica de auto-ajuda. Não caiam em panfletos ideológicos disfarçados de ciência.

Tenham bom senso, e fujam do consenso.

Anúncios

Quer fazer um comentário?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s