Um Código para a Conduta Intelectual – Parte 6: O Princípio da Caridade

==============================================
Título Original: Attacking Faulty Reasoning: A Practical Guide to Fallacy-Free Arguments Autor: T. Edward Damer
Publicação: Wadsworth Publishing; 6ª ed. (2008), pgs. 19 e 20
Tradução: Marco Aurélio Moura Suriani (Mr. Monk)

O PRINCÍPIO DA CARIDADE

==============================================

Se o argumento de um participante é reformulado por um adversário, ele deve ser cuidadosamente expresso na sua versão mais forte possível que seja consistente com o que se acredita ser a intenção original do argumentador. Se houver qualquer dúvida sobre essa intenção ou sobre qualquer parte implícita do argumento, o argumentador deve receber o benefício da dúvida na reformulação e/ou, quando possível, a oportunidade de alterá-lo.

Uma vez que um argumento foi reformulado, a discussão torna-se então uma questão de analisar se foi reconstruído de forma justa. Para assegurar a equidade, deve-se permitir que o argumentador corrija ou até mesmo refine ainda mais, de modo que a melhor versão possível do argumento fique sob escrutínio.

Se você está reconstruindo um argumento de seu oponente, você deve fazer todos os esforços para ser tão cuidadoso quanto possível em formular o argumento que você acha que ele ou ela realmente pretendia fazer. Você não precisa transformá-lo em um argumento diferente ou melhor do que é, mas você deve dar o argumentador o benefício de qualquer dúvida que você possa ter sobre a sua intenção. Isso significa que você deve estar disposto a fornecer as peças não declaradas ou implícitas do argumento para eliminar qualquer confusão obviamente irrelevante, e talvez até mesmo a utilizar uma linguagem mais clara ou mais precisa do que a utilizada no argumento original. Você não deve, no entanto, tentar melhorar o argumento fornecendo premissas que não estão presentes de maneira nem explícita nem implícita.

Uma vez que a versão mais forte de um argumento do adversário for colocada em uma forma padronizada, com todo o material estranho esclarecido, seu caráter defeituoso pode ser bastante aparente. Na verdade, os defeitos podem ser tão óbvios que o argumentador pode até acusá-lo de distorcer o argumento. Para ajudar a evitar tal problema, você pode pedir para o argumentador confirmar a exatidão de seu trabalho antes de chamar a atenção para qualquer falha no argumento dele. Se os defeitos do argumento são claramente expostos por colocá-lo em forma padrão, o argumentador pode ser tentado a fazer alterações no argumento de imediato, a fim de torná-lo melhor. Se você estiver se sentindo especialmente de caridade, você pode até querer dar uma mão útil para o processo.

Deve estar claro agora que uma boa discussão em geral e uma boa argumentação em particular impõem uma exigência ética a seus participantes. Mas há também uma razão prática para ser justo com argumentos dos outros. Se nós deliberadamente criamos e em seguida atacamos uma versão fraca do argumento original, nós provavelmente iremos falhar em alcançar os próprios objetivos que a discussão é projetada para servir. Se estamos realmente interessados ​​na verdade ou na melhor resposta para um problema, então nós queremos avaliar a melhor versão de qualquer argumento apresentado em apoio de uma das opções. Portanto, se não lidarmos com a melhor versão agora, nós eventualmente teremos de fazê-lo, uma vez que uma versão sem caridade pode ser corrigida pelo argumentador ou por outros. Faríamos bem, então, para sermos justos, deixar os nossos adversários alterar qualquer parte de nossa reconstrução de seus argumentos.

Anúncios

Quer fazer um comentário?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s