Emerson “Apologética” Oliveira – Parte 2

A apologia é mesmo um campo vasto. Se por um lado, temos pessoas que conseguem – pelo menos – criar uma fachada de erudição, lógica, intelectualidade, respeito, seriedade e honestidade, por outro lado temos pessoas que fazem questão de andar na contramão até disso. Não que eu ache pessoas como Willian Lane Craig e Swinburne dignas de serem levadas a sério – na verdade tenho me esforçado aqui para mostrar que a grande fachada que eles possuem é só isso: apenas fachada. Duas pessoas que conseguem usar o Teorema de Bayes para concluir que a probabilidade de Jesus ter ressuscitado é virtualmente 100% apresentam um sério de sintoma de subordinação da razão à loucura.

No outro extremo da apologia moderna estão figuras como Emerson, Conde e Luciano Henrique/Snowball, que parecem atuar metade do tempo na arte da verborragia incontida e outra metade na arte de promover auto-ajuda para cristãos que no fundo sabem que os ateus estão certos. Cristãos bem-resolvidos não precisam de ver um pôster falando mal da ATEA ou do Dawkins por dia para não abandonarem o papai do céu.

A WatchGOD nasceu justamente para tratar de gente assim. Desejo que ela se torne o registro do último suspiro da apologia popular, aquela que vem do povão. Daqui alguns anos, todos vão poder ver aqui os últimos gritos dos apologistas, poderão ver como seu desespero tomou conta de seus corações ao testemunharem a secularização em massa da sociedade. Não nego que uma parte para lá de considerável do movimento evangélico atual também esteja dando um grito sufocado de dor por verem seu redor se secularizando, mas eles são sem graça e já tem muita gente para registrar. Eu quero bater uma foto é dos apologistas decadentes.

Emerson Oliveira, o Vaginética, é um excelente exemplo! Suas páginas no facebook são um antro de auto-ajuda para cristãos deprimidos. Pôsteres atribuindo a ciência ao cristianismo, por exemplo, é o que não faltam alí, como quem diz: “os ateus disseram que a ciência é deles, mas a ciência é nossa!” Lamento informar, mas a ciência não é de ninguém. A ciência nasce naturalmente nas sociedades humanas, apesar de algumas vezes ter sido reprimida. O método científico moderno teve como base a filosofia grega e só floresceu quando a Igreja Católica deixou de ser capaz de reprimir o empirismo. Ele não nasceu por causa do cristianismo, mas apesar dele. O ateísmo em si em pouco ou em nada contribuíram para o nascimento do método científico (pelo menos não atrapalharam rs), sendo que foi o primeiro surto de secularização que deu a maior contribuição.

Esse ponto de vista, obviamente, só se sustenta quando se lança mão de uma visão de mundo e de um estudo histórico tendencioso e enviesado. Historiadores como Le Goff que relativizaram a miséria das Idades das Trevas foram interpretados como brilhantes defensores da Verdadeira Era das Luzes guiada pela Santíssima Igreja Católica. Textos históricos são ocultados e quando trazidos à tona, são relativizados por um caminhão de explicações non-sense que só quem quer acreditar acredita. Tenta-se consertar mentiras contando mentiras e meia-verdades, aproveitando a existência de um mito para estabelecer o mito contrário. Vejam esse pôster do Apologética (como o carimbo dele):

Os dois únicos escritores? Que ridículo! E Severian de Gabala (380), Theodoro de Mopsuestia (350-430) e Deodoro de Tarsus (394)? Na verdade, sempre houveram cristãos que defendiam que a Terra era plana. Isso é tão verdade quanto o fato deles sempre terem sido ignorados. Natural: gente estúpida dizendo coisas que, de tão estúpidas, nem os outros estúpidos acreditam. Vejam, até hoje tem gente que a acha que a evolução é falsa (evolução e Teoria da Evolução são coisas distintas) e que realmente existiram Adão e Eva. Se daqui mil anos algum historiador pegar um livro de um padre de hoje dizendo que Gênesis era literal, sem olhar para todo o contexto, vai poder ser levado (ou induzir) à falsa conclusão de que a Igreja é contrária à evolução. Com efeito, é justamente isso o que ocorreu com a Terra Plana: Cosmos era tratado como idiota até por seus pares, e não é por acaso. Contudo, ele teve a importância de sua obra super-estimada por historiadores posteriores e até hoje muita gente acha que acreditavam que a Terra era plana. Não que os intelectuais da Idade Média negassem isso com veemência, na verdade eles só extinguiram suas dúvidas no século XII, com o trabalho de Ptolomeu. Não me entendam mal, essa dúvida não é uma acusação de ignorância, só estou a colocando aqui para que todos os fatos fiquem claros.

Outra coisa que é verdade e deve ser dita: a Bíblia não contribui em nada nessa história. Jô, por exemplo,  fala bastante sobre as origens da Terra e dá a entender que ela é firmada sobre algo, não podendo ser esférica por consequência:

9:5—7 — Ele é o que remove os montes, sem que o saibam, e os transtorna no seu furor; o que sacode a terra do seu lugar, de modo que as suas colunas estremecem; o que dá ordens ao sol, e ele não nasce; o que sela as estrelas

38:4—6 — Onde estavas tu, quando eu lançava os fundamentos da terra? Faze-mo saber, se tens entendimento. Quem lhe fixou as medidas, se é que o sabes? ou quem a mediu com o cordel? Sobre que foram firmadas as suas bases, ou quem lhe assentou a pedra de esquina

26:7—11 — Ele estende o norte sobre o vazio; suspende a terra sobre o nada. (…) Marcou um limite circular sobre a superfície das águas, onde a luz e as trevas se confinam. As colunas do céu tremem, e se espantam da sua ameaça

22:14 — Grossas nuvens o encobrem, de modo que não pode ver; e ele passeia em volta da abóbada do céu

37:18 — Acaso podes, como Ele, estender o firmamento, que é sólido como um espelho fundido?

Obviamente, desculpas é o que não faltam. Na Bíblia, existem dois tipos de passagens: as que estão certas e as que estão sendo mal-interpretadas. E com essa ideia na cabeça, as portas da imaginação estão abertas para dar novos significados a tudo que for inconveniente. Admitir que ela está errada? NUNCA! Não é atoa que digo que se os cristãos fossem levar a Bíblia realmente a sério, já teriam visto que não passa de bobeira.

Enfim, Emerson não está interessado em desfazer mitos, mas em fazer auto-ajuda estúpida e parcial e propaganda desonesta e oportunista. Incapaz de explicar de maneira clara que a questão da Terra Plana é um mito (não só dos ateus, mas de toda a sociedade), se limita a fazer um pôster mentiroso e que não trata nem 10% do assunto que se propõe a elucidar.

Mas não é só esse o problema do Emerson. Sua Ilusão alcançou níveis tão estarrecedores que agora ele acha que qualquer baboseira mal-formulada de duas linhas já é capaz de deixar qualquer ateu sem palavras:

Não é um non sequiteur, de forma alguma. Non sequiteur é uma falácia informal na qual a conclusão não se segue de suas premissas, que ocorre quando dizemos, por exemplo: “meu joelho está doendo, então hoje a noite chove.” Perguntar pela origem de Deus não é um non sequiteur, pois não há uma conclusão sendo derivada de uma premissa, então não há uma conclusão que não se segue da premissa. Tadan!! Também não é péssima filosofia, pois é uma pergunta válida de ser feita. Dizer que Deus não possui causa é uma resposta possível, mas a existência de um resposta de qualidade para lá de duvidável como essa não torna a pergunta uma péssima filosofia. Além do mais, sem sentido é o segundo quadro, completamente superficial e inofensivo, incapaz de deixar nem o ateu de internet mais abobado sem palavras. Desculpem, mas é verdade.

Mas não foi só essa não:

Outra de cair o cu da bunda. Se esse argumento estivesse correto, invalidaria simplesmente QUALQUER alegação do tipo: “o grupo X oculta informações.” Qualquer uma! Prova de que não serve para nada. O fato de um grupo ocultar informações não significa que ele seja capaz de ocultá-las de forma que ninguém possa acessá-las ou mesmo possa desconfiar que haja algo sendo ocultado. Agora, que a ICAR oculta informações, isso eu duvido. As únicas informações que ela oculta são coisas valiosíssimas como o Terceiro Segredo de Fátima (já revelaram isso, né?) e outras profecias do tipo. (Isso sem contar a lista dos padres pedófilos, mas deixa para lá rs).

A verdade é que esses quadrinhos não traduzem a realidade, mas sim expressam o desejo ardente que a mente tacanha e incompetente de seu autor tem de que a realidade fosse tão fácil quanto ele deseja. Já pensou se as bobagens mal-formuladas e hiper simplificadas que ele diz calasse qualquer ateu? É o sonho dele!!

Agora vejam essa similar:

Só um comentário: QUANTA ESTUPIDEZ! Agora eu pergunto a ele: onde está na etimologia da palavra “cristão” que eles devem se opor ao casamento gay e ao aborto? Onde na etimologia da palavra “cristão” está escrito que eles devem se opor ao comunismo? Onde na etimologia da palavra “cristão” está escrito que eles devem se opor ao ateísmo? Onde na etimologia da palavra “cristão” está escrito que eles devem se usar a ciência, além de mentir sobre sua origem para fingir que foram eles que propiciaram seu surgimento? Ah, mas faça-me o favor! Qual o sentido de fazer um pôster tão demente e inútil quanto esse?

Agora vejamos o parecer dele sobre temas mais atuais. A começar pelo “Deus seja Louvado” nas cédulas. Sobre Emerson nutrir uma admiração pueril por Luciano Henrique, inclusive trabalhando com divulgador do seu “trabalho”, isso até que vai. Mas comprar a ideia estúpida de que a estátua da república é símbolo religioso que agrada os ateus? Pfff

Ayanice detected. Querem saber o que acho dessa imagem? EU ESTOU ME FODENDO PARA ELA. E tenho certeza que falo pela enorme maioria dos ateus e dos seculares, que também estão pouco se fodendo para ela. Ela não está ali para agradar ninguém. Mas se os cristãos acham que desrespeita o estado laico, peçam para retirá-la, oras bolas! Duvido que haveria da nossa parte alguma reação à retirada desse símbolo, que de religioso não tem nada. Mas se acham que um estado laico de verdade não pode ter Mariane, tirem ela também, caralho! Se quiserem, até ajudo, porque acho ela feia. Coloquem uma foto minha no lugar, por que não? Que piada, que piada!!!

Além do mais, pergunto ao Emerson e ao Luciano Henrique: se vocês tivessem que escolher entre tirar os dois símbolos ou não tirar nenhum, qual escolheriam? Aha! Logo se vê que é só um trocadilho para fazer pirracinha de internet. Não existe absolutamente nada de sério ali. As bobagens naqueles blogs estão completamente desprendidas do mundo real, só servem para fazer auto-ajuda e manual de pirracinhas na internet.

Por fim, a morte do Niemeyer:

É impressão minha, ou Emerson está insinuando que ser ateu e comunista diminui as capacidades arquitetônicas das pessoas? Depois reclama quando os ateus fazem o mesmo. Patético, se arrastando na lama das briguinhas de internet: “o meu time tem melhores arquitetos que o se-eu lálálálá” pff Nem a Revista Veja teve a cara-de-pau de duvidar do talento de Niemeyer, e disse que ele era meio gênio e meio estúpido. Eu particularmente não admiro sua obsessão pelo concreto, mas reconheço que tirando isso ele de fato foi um dos maiores de sua classe, com certeza o maior brasileiro, e não dou a mínima para o fato dele ser ateu (se bem que ser comunista é forçar a barra rs)

Para terminar com tudo, duas imagens compartilhadas na página dele, ambas com mensagens de aprovação por parte da pessoa que compartilhou (ele jura que nem tudo compartilhado ali é ação dele):

SIM, faz sim. Cristão é quem crê em Cristo e o venera. Apologistas concordam com o extermínio praticado nas Cruzadas, mas não concordam quando um louco sai matando pessoas por motivos quaisquer. Ou seja, assassino cristão é aquele que mata quem os apologistas concordam que deve morrer. Os outros, ah!, não são cristãos de verdade! Ah tá…

E para terminar com chave de ouro:

Logos Apologética concordando que segue uma religião tão intolerável que os ateus ainda estão longe de alcançar tal nível. kkkkkkkkkkkkkkkk

Tem que rir mesmo de umas figuras como você, Mérsão. Tem que rir muito!

Anúncios

13 comentários em “Emerson “Apologética” Oliveira – Parte 2”

  1. Emerson Oliveira, o Vaginética, é um excelente exemplo! Suas páginas no facebook são um antro de auto-ajuda para cristãos deprimidos. Pôsteres atribuindo a ciência ao cristianismo, por exemplo, é o que não faltam alí, como quem diz: “os ateus disseram que a ciência é deles, mas a ciência é nossa!” Lamento informar, mas a ciência não é de ninguém. A ciência nasce naturalmente nas sociedades humanas, apesar de algumas vezes ter sido reprimida. O método científico moderno teve como base a filosofia grega e só floresceu quando a Igreja Católica deixou de ser capaz de reprimir o empirismo. Ele não nasceu por causa do cristianismo, mas apesar dele. O ateísmo em si em pouco ou em nada contribuíram para o nascimento do método científico (pelo menos não atrapalharam rs), sendo que foi o primeiro surto de secularização que deu a maior contribuição.

    Conde- Será que esta criancinha asnática já ouviu falar de Roger Bacon e outros? E mais: a ciência não surge do nada. Ela necessita de uma atmosfera intelectual para que ela se desenvolva. Ou melhor, uma atmosfera cosmológica, sem a qual, ela mesma se entreva. Os gregos estavam longe de serem empíricos. Os medievais foram os primeiros a usarem o método empírico como um costume. O Bruno Au merda precisa parar de falar besteira. Pq analfabetos presunçosos como ele ainda insistem em dar opiniões sobre assuntos que não dominam ou não estudam?

    Curtir

    1. Cinco comentários de uma vez, recheados de palavrões. Uau. Você de fato não sabe o que é respeito!

      Sobre esse aqui, não confunda ciência com método científico. Simples assim.

      Curtir

  2. Outra de cair o cu da bunda. Se esse argumento estivesse correto, invalidaria simplesmente QUALQUER alegação do tipo: “o grupo X oculta informações.” Qualquer uma! Prova de que não serve para nada. O fato de um grupo ocultar informações não significa que ele seja capaz de ocultá-las de forma que ninguém possa acessá-las ou mesmo possa desconfiar que haja algo sendo ocultado. Agora, que a ICAR oculta informações, isso eu duvido. As únicas informações que ela oculta são coisas valiosíssimas como o Terceiro Segredo de Fátima (já revelaram isso, né?) e outras profecias do tipo. (Isso sem contar a lista dos padres pedófilos, mas deixa para lá rs).

    Conde- Para a Igreja “ocultar” informações, vc e todos esses descobridores de “ocultismo” devem saber mais do que a Igreja. E não é que a Igreja nem descobriu que esconde alguma coisa?

    Curtir

  3. No outro extremo da apologia moderna estão figuras como Emerson, Conde e Luciano Henrique/Snowball, que parecem atuar metade do tempo na arte da verborragia incontida e outra metade na arte de promover auto-ajuda para cristãos que no fundo sabem que os ateus estão certos. Cristãos bem-resolvidos não precisam de ver um pôster falando mal da ATEA ou do Dawkins por dia para não abandonarem o papai do céu.

    Conde- Depois de demonstrar que vc não tinha uma leitura séria sequer sobre Idade Média e, ainda, se socorre através do google, o único verborrágico falador de merda é vc. Vc é burro e covarde. E acredite, dentre essas qualidades, a da covardia é a mais aborrecida de todas, pq se vc aceitasse um debate conosco, seria pisado, massacrado, e sairia gosma verde de barata no seu corpo. Vc é literalmente um asno, no amplo sentido daquelas pessoas pouco instruídas e presunçosas que querem dar palpite em tudo, sem estudar nada.

    Curtir

    1. Estão vendo? Isso sim é verborragia. Falou, falou, falou e não disse nada. Se restringiu ao “é você” e falou que eu seria derrotado num debate contra ele. Alguém viu alguma coisa de útil sendo dita aqui?

      Curtir

  4. Os dois únicos escritores? Que ridículo! E Severian de Gabala (380), Theodoro de Mopsuestia (350-430) e Deodoro de Tarsus (394)? Na verdade, sempre houveram cristãos que defendiam que a Terra era plana. Isso é tão verdade quanto o fato deles sempre terem sido ignorados. Natural: gente estúpida dizendo coisas que, de tão estúpidas, nem os outros estúpidos acreditam. Vejam, até hoje tem gente que a acha que a evolução é falsa (evolução e Teoria da Evolução são coisas distintas) e que realmente existiram Adão e Eva. Se daqui mil anos algum historiador pegar um livro de um padre de hoje dizendo que Gênesis era literal, sem olhar para todo o contexto, vai poder ser levado (ou induzir) à falsa conclusão de que a Igreja é contrária à evolução. Com efeito, é justamente isso o que ocorreu com a Terra Plana:

    Conde- Eu adoro pisar em baratas intelectuais: Sr. Suriani já teve a felicidade de ver como era representado o símbolo do rei medieval? O Globo e o cetro. O Cetro, sinônimo do poder. E o globo, o poder de império sobre a terra. O globo é o que, imbecil? A terra esférica. Mas é normal que inteligências diminutas e mesquinhas se apeguem a detalhes tão irrelevantes para negar um dado essencial: os medievais aceitavam a terra redonda. Não somente sabiam que a terra era esférica, como a tecnologia das navegações de Portugal e Espanha já sabiam disso.

    Cosmos era tratado como idiota até por seus pares, e não é por acaso. Contudo, ele teve a importância de sua obra super-estimada por historiadores posteriores e até hoje muita gente acha que acreditavam que a Terra era plana. Não que os intelectuais da Idade Média negassem isso com veemência, na verdade eles só extinguiram suas dúvidas no século XII, com o trabalho de Ptolomeu. Não me entendam mal, essa dúvida não é uma acusação de ignorância, só estou a colocando aqui para que todos os fatos fiquem claros.

    Conde- Fatos embasados em que? Na mitologia iluminista do Sr. Carrier e de outros palpiteiros de sites do google?

    Curtir

  5. Esse ponto de vista, obviamente, só se sustenta quando se lança mão de uma visão de mundo e de um estudo histórico tendencioso e enviesado. Historiadores como Le Goff que relativizaram a miséria das Idades das Trevas foram interpretados como brilhantes defensores da Verdadeira Era das Luzes guiada pela Santíssima Igreja Católica.

    Conde-O mais divertido de tudo é que o asno do Suriani nem sabia da existência de Le Goff Conde tb é cultura. Já mudou de idéia sobre a Idade das Trevas? Até que a apologética está dando certo. Vc está ficando menos burro. E olha que Le Goff tem seus deslizes, como um historiador dos Annales.

    Textos históricos são ocultados e quando trazidos à tona, são relativizados por um caminhão de explicações non-sense que só quem quer acreditar acredita.

    Conde- Engraçado, pois quem parece relativizar a história, sempre, é o Sr. Suriani. Antes, era a “Idade das Trevas”. Agora mudou um pouquinho? Um aspecto que era comum a Aristóteles, Platão e os debatedores medievais, é o fato de que numa discussão deve ter a exigência mínima da honestidade intelectual. Quando um homenzinho medíocre e vulgar, inculto, sem leituras aprofundadas, dá opiniões igualmente vulgares, incultas e irresponsáveis, percebemos o alto grau da desonestidade do sujeito. É pior, ele mesmo se retroalimenta de mentiras. Demos Le Goff de graça pra ele, e ele já o interpreta conforme seus anseios, para escapar da gafe de não conhecê-lo. Enfim, o mentiroso sempre se retroalimenta nos enganos, como uma bola de neve.

    Tenta-se consertar mentiras contando mentiras e meia-verdades, aproveitando a existência de um mito para estabelecer o mito contrário. Vejam esse pôster do Apologética (como o carimbo dele):

    Conde-Percebe-se que seus textos não possuem a mínima coerência e honestidade intelectual. Logo, o único mentiroso cheio de meias-verdades é vc. Quando vc começar a ler coisas sérias, ao invés de orelhadas de google, para se socorrer da sua insignificância, aí sim, vc fala da gente.

    Curtir

  6. Bruno só porque o Ermerson baixa o nível você não tem a obrigação de baixar, no caso da Marienne temos um caso de falacia genética pois segundo o Ermesom se ela foi criado num contesto anti-cristão logo ela representa valores anti-cristãos.

    Ja na comparação do Niemeyer com Gaudi faz tanto sentido quento uma comparação entre Michelangelo e Picasso ja que são estilos diferentes em épocas diferentes.

    Ja a Alegação de que Hitrer não era cristão porque não seguia princípios cristãos é muito comoda para o Emerson,Pelo critério qualquer pessoa que mate alguém deixara de ser cristão mesmo que tenha frequentado a igreja e acreditado em Deus e jesus durante toda a sua vida.

    Curtir

    1. Bruno só porque o Ermerson baixa o nível você não tem a obrigação de baixar, no caso da Marienne temos um caso de falacia genética pois segundo o Ermesom se ela foi criado num contesto anti-cristão logo ela representa valores anti-cristãos.

      Como se ele não soubesse… rs Nem perco meu tempo falando.

      Curtir

  7. Mensalão, vc critica comentários com impropérios??? seu texto tá repleto deles!!! ou não é vc quem escreve?? faniquitos não são argumentos,rs!!! quando ele diz que a igreja foi fundamental para a ciencia, só está repetindo o que os historiadores nos diz. conte-nos suas fontes para rebatê-las…

    Curtir

    1. 1. Quais impropérios?
      2. Eu assumo a responsabilidade pelo conteúdo que veiculo.
      3. Cite suas fontes primeiros, oras! Tá fácil, ne? Você chega aqui, distorce tudo que eu digo, diz que tem gente que já refutou meu argumento distorcido por vc e ainda pede fontes?

      Quer um conselho, deixe de ler manuais de “refurtação a ateus” na internet e comece a pensar por conta própria. Não se rebaixe a um hater de internet que sai por blogs e sites de notícias repetindo o conteúdo ensinado a você por “mestres” como o Emerson. Se pergunta se ficar postando críticas decoradas, feitas por pura birra e totalmente fora daquilo que foi proposto pelo autor, é mesmo aquilo que sua religião espera que tu faça.

      Curtir

Quer fazer um comentário?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s