O que é um Argumento? – Parte 1: O Debate

A argumentação é a base do debate. Metaforicamente falando, o argumento é a matéria que compõe um debate. E da mesma forma que nossa realidade física não se compõe só de matéria, mas também de energia, um debate precisa também de algo que vá além da argumentação, ele precisa de ideias. Nesta metáfora, as ideias são a energia que movem os debates. Assim como a diferença de potencial entre dois pontos gera energia, a diferença de opiniões gera debates e ideias novas! Não poderíamos existir, pelo menos não da forma que somos, se houvesse apenas energia mas não houvesse a matéria para nos dar forma, textura, cor, aroma, solidez etc E da mesma forma, debates não existiriam se houvessem apenas ideias mas não houvessem argumentos para transmiti-las e torná-las persuassivas usando diferentes formas, diferentes estilos, diferentes raciocínios.  Por isso repito: a argumentação é a base do debate!

Mas não adianta falar sobre a importância da argumentação dentro de um debate se não dizemos nada sobre a importância do debate. É como falar da importância de um compressor para uma geladeira que está no pólo norte! Só que diferente da relação entre o referido aparelho doméstico e os esquimós, a relação entre nós humanos e os debates não é supérflua… eu diria que é romântica. Aliás, apaixonada seria um termo bem mais adequado. Uma paixão cheia de amor e ódio, brigas e reconciliações… que vai do romantismo piegas à traição e da necessidade incontrolável ao descaso todo indiferente, ambos num piscar de olhos.

Platão e Aristóteles

Nós precisamos do debate em nossas vidas. Do que seriam Sócrates e Platão sem os debates? Do que seria a sociedade grega clássica sem sua política baseada no debate público? Teria Aristóteles sido o que foi sem Platão? E sem Aristóteles, o que fariam os teólogos da Idade Média para explicar o conhecimento ou os renascentistas para justificar a ciência? O que seria de nós se ninguém tivesse questionado os feudos, as monarquias, os impérios, os sistemas coloniais e a escravidão? E se Einstein não tivesse questionado a Mecânica Clássica de Newton e não tivéssemos aparelhos celular até hoje?

Filosofia, ciência, política, cultura… nossa vida inteira! Tudo isso não seria nada se não fôssemos capazes de debater, de apresentar ideias e defendê-las até que ambas se mostrem igualmente falsas, ou que uma se mostre falsa, ou que ambas se mostrem verdadeiras em partes, sintetizando uma nova ideia. Duvida? Então me responda: como poderíamos formar nossa opinião sobre a origem do universo se não houvessem hipóteses distintas sendo defendidas em periódicos ou em folhetins da igreja? Como saberíamos em quem votar sem a propaganda política? Como saberíamos se é melhor comprar o álbum novo Bruce Springsteen ou o do Foo Fighters sem lermos as revistas e sites especializados (e o montante exageradamente grande e fanático de seus fãs)? A ausência do debate nos deixaria estagnados em todos estes aspectos. Não há progresso sem a oxigenação trazida pelas novas ideias.

Abro um parênteses para apresentar uma reflexão interessante: se precisamos do debate para abandonarmos a estagnação e nos movermos intelectualmente, porque existem pessoas que odeiam o debate e fazem de tudo para que ele não exista? Muito simples: as pessoas que não querem que mudanças aconteçam. Destruir o debate é a melhor arma de quem luta contra o avanço e pela estagnação. Se alguém batalha com muito afinco contra o progressimento de um debate, pode anotar: ou é uma pessoa imatura ou está interessada em manter inalterados os conhecimentos comuns da sociedade.

Voltando ao assunto, a luta do homem para conhecer é antiga e seria bem mais fácil se pudéssemos conhecer as coisas em si, mas infelizmente a verdade é inalcançável para nós humanos. Não me refiro a verdades triviais como “2+2=4” ou “todo carioca é brasileiro” ou mesmo “existem 189.734.982 brasileiros neste exato momento”. Todas estas, por mais difíceis que possa ser para descobri-las, são muito triviais. Saber como surgiu o universo e a vida em nosso planeta, o que é a mente, qual a solução para a pobreza ou mesmo se Lady Gaga tomou o posto de rainha de pop da Madonna não são informações triviais ou trivialmente acessíveis e requerem debate para que possamos atingir uma resposta que possa ser chamada de adequada.

E não pensem que exagero nesse último exemplo. Os debates trouxeram o progresso mas também é algo divertido! Nem todo debate precisa ser sério nem abordar temas profundos e polêmicos. Debater sobre especulações futebolísticas a cerca do suposto suborno do Corinthians para vencer o Campeno Continental Sul-Amaricano deste ano, a popular Libertadores, é algo fútil mas que nos entrete. E se nos entrete, então tem lá sua utilidade.

Mas já está de bom tamanho: se eu for dar exemplos da importância dos debates, me verei forçado a mergulhar de cabeça dentro da Gnosiologia e dentro da História da Filosofia, da Ciência e da Política. Não é minha intenção ser tão profundo. O que almejo aqui é só esclarecer a importância do debate para nossa sociedade, usando como premissas conhecimentos básicos sobre os tópicos acima. Acredito que a noção introdutória de qualquer pessoa medianamente instruída seja suficiente para entender meu texto e espero que eu tenha sido convincente.

Nos próximos posts, mergulharei a fundo no conceito de argumentação, já que tal conceito é vital dentro da minha proposta de trabalho e se desdobrará em diversos outros assuntos. Tenho a certeza de que ficaria um pouco sem sentido falar sobre lógica, falácias e técnicas de debate sem antes explicar o que é um argumento. Da mesma forma que seria sem sentido falar sobre argumentos antes de lembrá-los, isso mesmo: só lembrá-los, de como debates são importantes!

Anúncios

Quer fazer um comentário?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s