Falar O QUE fazer é fácil, difícil é dizer COMO fazer, não é Bohn Gass?

Existe um rapaz por aí chamado Elvino Bohn Gass que gosta de gravar vídeos de caráter de esquerda. Não que gravar vídeos de esquerda seja algo reprovável em si (se gravá-los deixa-o feliz, que os grave então), mas gravar vídeos com um raciocínio muito falho é um problema sério, e falha de raciocínio é o que não falta em sua “videografia”. O vídeo abaixo contra a redução de maioridade penal é um bom exemplo de falha argumentativa e é a obra de Bohn Gass que o conferiu seus cinco minutinhos de fama no Facebook em 2015, portanto perfeito para ser destrinchado aqui. Assistam, depois comento: Continuar lendo Falar O QUE fazer é fácil, difícil é dizer COMO fazer, não é Bohn Gass?

Anúncios

O rap do peixinho doido

Aiai… tem certas coisas por aí que desafiam nossa paciência e nossa persistência: como pode um mero vídeo no Youtube conter tantos erros sucessivos e como posso esclarecê-los um a um? É frustrante… O vídeo ao qual me refiro é este que se segue, assistam:

Pelos deuses!

O vídeo já começa mal: atribuindo a Einstein a velha e batida fábula de autoajuda do peixinho julgado como estúpido porque tentaram, sem sucesso, lhe ensinar a subir em árvore. Einstein nunca disse isso!! Se quem fez esse texto repleto de rimas, pronunciado como um rap pelo advogado das causas sublimes e celestiais, fosse mesmo um entusiasta da educação, já teria aprendido a checar a veracidade das citações antes de fazê-las. Aliás, nota-se que o vídeo não precisou nem de 2 segundos para mostrar a que veio: desinformar.

Continuar lendo O rap do peixinho doido

Os estagiários e estagiárias brasileiros e brasileiras estão sendo explorados e exploradas por seus patrões e suas patroas

É incrível como certas ideias são tão toscas que nem seus defensores as levam a sério. Militam por causas que, por lá no fundo saberem que são erradas, eles mesmos acabam negligenciando. Deem uma olhada rápida neste artigo sobre estagiários do Jusbrasil, que é um excelente exemplo. Continuar lendo Os estagiários e estagiárias brasileiros e brasileiras estão sendo explorados e exploradas por seus patrões e suas patroas

Uma fábula: o homem e o cavalo

Uma fábula: o homem e o cavalo

Um homem tinha um cavalo para levá-lo a todos os lugares. Um dia, ele encheu as costas do cavalo com 30 sacos grandes e pesados de café e o fez andar por quase um dia inteiro até onde ele pudesse vender a mercadoria. Quando estava quase terminando a jornada, o cavalo se deu conta que não precisava fazer isso, derrubou tudo de cima dele, o homem inclusive, e disse: “abaixo a cultura de escravizar cavalos!” Então, ele começou a enviar cartas para seus amigos cavalos, dizendo a eles que todos deveriam ser contra a cultura de escravizar cavalos, e que cada cavalo que recebesse a carta deveria reenviá-la para outros 2 cavalos que não a tivessem recebido. Um belo dia, todos os cavalos do mundo já tinham recebido sua carta, e nenhum cavalo jamais foi escravizado por outro homem novamente. FIM.

falando um pouco sobre muitas coisas

%d blogueiros gostam disto: